OS 5 MITOS MAIS COMUNS DE UMA VIAGEM SOLO

cv - OS 5 MITOS MAIS COMUNS DE UMA VIAGEM SOLO

Vem comigo que eu vou te contar quais são os mitos mais famosos sobre viajar sozinha e te provo porque nada disso é real.

1 – Você sentirá solidão

Não vou mentir pra você dizendo que nunca pode acontecer. Pode, mas isso poderá ter sido uma escolha sua de não se socializar ou consequência de não ter conhecido ninguém na viagem.

E aí, cabe dizer duas coisas: uma, é que quando viajamos sozinhas, é sempre interessante se hospedar em hostels porque o ambiente é mais informal, propício para socializar e fazer amigos. Mesmo que não seja um party hostel (hostels famosos por serem estilo festa), que inclusive eu prefiro, raramente você vai ficar completamente sozinha.

A outra coisa é que a gente precisa, às vezes, praticar a solidão para se acostumar com ela. Não tem nada de errado em estar sozinha, pelo contrário! Estando na sua própria companhia você aprende mais sobre si mesma.

Se você ainda tem dificuldade nisso e quer começar a se aventurar em viagens solo, te aconselho a começar aos pouquinhos indo a um cinema sozinha, à praia sozinha, etc. Aí depois, tente ir a um destino já conhecido, para ir se adaptando. Rapidinho você vai viciar.

2 – Mulheres que viajam sozinhas são mal-amadas

Só rindo com essa afirmação. Pior que a gente escuta isso em pleno 2019, já que o mundo ainda é muito machista e não consegue lidar com mulheres realizando coisas sozinhas.

Viajar solo é um ato que exige coragem, e como muitos ainda nos veem como o sexo frágil, não se conformam e precisam arrumar algum tipo de justificativa. Aí, vão inventar que são mulheres abandonadas, mal-amadas e coisas do tipo.

Se você se preocupa com o julgamento alheio, pare agora e se pergunte em que essa opinião afetará a sua vida! Tenho certeza que irá concluir que em nada. Então, querida leitora, se viajar sozinha é o que você quer, se jogue! #yeswecan

3 – Mulheres que viajam sozinhas são tristes

Outro mito muito relacionado com o que falei no tópico anterior. A raiz é a mesma.

E outro ponto também, é que como muita gente tem dificuldade em estar só, não consegue imaginar a possibilidade de alguém se divertir e ser feliz estando na própria companhia.

Acho que isso tem a ver, em partes, com a nossa cultura, que tem um costume agregador, de pessoas sempre reunidas. Mas a gente sabe que estar sozinha não é nem um pouco sinal de tristeza, não é mesmo?

Outro dia, eu recebi um direct no Instagram (não me segue ainda? Clica aqui para me seguir!) de um rapaz chocado que eu viajava sozinha, me perguntando como era possível aquilo ser legal e, me aconselhando a levar meu namorado na próxima. Entendeu a mentalidade?

Deus nos livre desse julgamento. Rs.

4 – Viajar sozinha é perigoso

Gente, vamos combinar que viver é perigoso, então coisas ruins podem acontecer na esquina da sua casa.

A questão é que as pessoas tem medo do desconhecido e, por isso, justificam esse temor com o fato de o mundo ser um lugar perigoso.

A verdade é que não podemos negar que esse planeta ainda é um ambiente hostil, principalmente para nós mulheres. Mas sinceramente, aqui no Brasil a gente já convive com muitos perigos e você não deixa de sair de casa.

Além do mais, eu já rodei um pouco por aí, e nunca me senti ameaçada como me sinto no Brasil. Se a sua viagem solo for por terras brasileiras, é só continuar mantendo os cuidados que já tem na sua cidade.

Não estou dizendo com isso, que não devemos nos cuidar. Pelo contrário! Viajar sozinha é uma responsabilidade muito grande e precisamos ter a consciência de que estamos sós. Com pequenas atitudes é possível aumentar sua sensação de segurança e diminuir sua vulnerabilidade.

Nesse artigo eu te dou 8 dicas para aumentar sua segurança quando viajar sozinha. Clique aqui para ler.

SEGURO FOTO - OS 5 MITOS MAIS COMUNS DE UMA VIAGEM SOLO

5 – Viajar sozinha é mais caro que viajar acompanhado

Cê jura? Eu até imagino da onde as pessoas tiram essas idéias, mas acho que não é essa economia toda, a ponto de justificar a desistência de uma viagem sozinha.

  • Em relação a passagem aérea não faz diferença nenhuma, pois os valores são individuais.
  • Na hospedagem pode até tem um acréscimo, se você decidir se hospedar em um hotel, porque se você fosse rachar o valor do quarto duplo, pagaria menos do que um quarto single. Mas não é nada absurdo. Se for quarto compartilhado em hostel, novamente não faz diferença, já que você paga pela cama individual.
  • Alimentação no Brasil pode ter uma oscilação de valores, pois por aqui é muito comum os pratos para dois em restaurante, e mesmo assim, estando sozinha, você pode buscar lugares que ofereçam pratos individuais com bons valores. Lá fora, esquece isso: as porções na sua grande maioria são individuais.
  • Passeios também são cobrados por pessoa, so no difference!
  • Transporte público também paga por pessoa, e nesse quesito, você só terá um gasto a mais, se ficar andando muito de taxi ou uber.

Porém, continuo achando que se você colocar na ponta do lápis, não dá uma diferença que justifique a sua desistência. Se você se hospedar em hostels e andar bastante de transporte público, na verdade, você terá o mesmo gasto que viajando acompanhada.

Talvez essa seja apenas uma desculpa para você se confortar e não ir. E falo isso pro seu bem, porque eu também já estive no seu lugar e é normal do ser humano querer ficar sempre protegido na zona de conforto.

Ninguém é obrigada a viajar sozinha! Mas sei que muuuuitas mulheres são doidas pra tentar e por mil motivos não o fazem.

Se você quer muito, deixe todas esses mitos para trás e vá aproveitar esse mundo cheio de lugares lindos pra gente ver! Não se esquece que a vida é hoje!

BANNER EBOOK OFICIAL - OS 5 MITOS MAIS COMUNS DE UMA VIAGEM SOLO

Beijos,

Flavia Goulart

Autor: Flavia Goulart

Flavia Goulart é carioca e ama viajar. Hoje com 32 anos, segue o lema “trabalhar pra viajar”, já conheceu 26 países e assim vive feliz da vida!