LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!

cov - LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!

Já estava a fim de conhecer esse paraíso brasileiro há uns anos, mas por motivos do destino, só rolou agora! E foi lindo, foi perfeito! Que lugar! Eu posso postar 500 fotos, mas nada vai reproduzir a beleza, portanto vocês têm que ir.

E claro que vou ajudar vocês nessa organização! Então, vamos pro post com todos os detalhes.

Sobre o lugar

Os Lençóis Maranhenses são uma paisagem única. Nunca vi nada parecido em nenhuma viagem que fiz. É algo grandioso.

O Parque dos Lençóis Maranhenses foi criado em 1981, tem uma área total de 156,5 mil hectares (quase o tamanho da cidade de São Paulo) e integra a Rota das Emoções (que inclui Delta do Parnaíba e Jericoacora).

Os lençóis são formados por alguns fatores: o vento, a corrente marítima, a composição dos sedimentos, a temperatura local e pela chuva. Os sedimentos (areia) são levados até às praias por conta da corrente marítima e por lá se acumulam.

E no Maranhão, esse acúmulo é ainda maior, pois ele está ligado a amplitude das marés (que por lá é grande). O vento é o responsável pela formação das dunas que são constantemente alteradas por sua força. E por fim, a chuva é quem traz o acúmulo de água e forma as lagoas.

Mas por baixo do parque, existe um lençol freático, que é alimentado por essa chuva e torna possível esse acúmulo e a profundidade das lagoas, que podem chegar até a 5 metros.

Quando ir

A melhor época para visitar os Lençóis é de junho a setembro, já que é quando não chove, mas as lagoas estão cheias. No primeiro semestre do ano, o clima no Maranhão é mais chuvoso, e nesses meses, as lagoas ainda estão vazias.

Esse ano (2019), disseram que choveu bastante, então deve rolar lagoa cheia até outubro, mas já saiba que é provável que várias tenham secado. Em Atins, algumas já estavam secas agora no final de agosto e o guia me explicou que era porque estava ventando muito por lá.

IMG 6968 - LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!
Lagoa no Circuito Lagoa Bonita, em Barreirinhas

Quanto mais cedo da alta temporada você for, mais as lagoas estarão cheias e pelo que vi nas fotos, mas clara a água estará.

Como chegar

Isso vai depender se você vai fazer somente Maranhão ou se vai conhecer os Lençóis através da Rota das Emoções (que inclui Ceará, Piauí e Maranhão, de carro).

Se for fazer apenas os Lençóis Maranhenses, terá que chegar por São Luís, então pode olhar voos com as nossas três cias aéreas nacionais (Latam, Gol e Azul). De lá você terá que escolher uma das três bases do parque: Barreirinhas (a mais famosa e frequentada), Santo Amaro e Atins.

Para visitar os Lençóis, você precisa entender que as dunas fazem parte do Parque Nacional dos Lençóis, que é uma coisa só e enorme e que para visitá-lo, você pode fazer base, ou seja, se hospedar em 3 cidades ao redor dele.

Barreirinhas é a mais conhecida e os passeios mais famosos dessa base são o Circuito da Lagoa Azul e o da Lagoa Bonita, ambos um pouco distantes da cidade, então o percurso com o 4×4/jipe é maior (mas super tranquilo e eu achei até divertido).

Santo Amaro é uma outra opção de base, que eu não fiz dessa vez e dizem ter lagoas lindas e mais azuis. E é a parte em que as lagoas duram mais tempo. Nessa base, o deslocamento é super curto para chegar no parque.

Já ficando em Atins, você está bem próximo das dunas também (leva uns 30 minutos para chegar) e ainda terá praia pra curtir.

Se for ficar em Barreirinhas, do aeroporto de São Luís você pode agendar um transfer compartilhado (fiz o meu com o Russo > esse é o Instagram dele para contato, mas você pode pedir indicação do seu hotel ou ver alguma empresa confiável na internet), que vai custar entre 60 e 80 reais por pessoa; transfer privado ou taxi compartilhado. Também tem opções de ônibus saindo da rodoviária da cidade: empresas Cisne Branco ou Expresso Guanabara (60 reais por pessoa).

Se optar por Santo Amaro, você deve agendar um transfer também saindo do aeroporto de São Luís. E se decidir por Atins, terá que ir para Barreirinhas primeiro e aí de lá pegar um 4×4 e ir pelas dunas (mas dizem que sacode muito) ou fazer uma viagem mais confortável de lancha pelo Rio Preguiças.

Se for pelo rio, você pode ir de transfer, sem paradas (60 reais por pessoa, com a empresa Satur), ou ir com um passeio (Passeio Náutico com Circuito Caburé) que faz paradas em algumas comunidades pelo caminho. Eu fiz Barreirinhas x Atins com passeio e voltei de transfer.

Quantos dias ficar?

Isso vai depender do roteiro que você quer fazer, ou seja, se vai querer fazer base apenas em Barreirinhas ou se quer pegar umas noites em Santo Amaro ou até em Atins. E quais passeios vai querer fazer em uma base ou nas três.

Barreirinhas é a maior cidade das três, com bastante comércio, restaurantes, ruas asfaltadas, trânsito, taxis, uber e todo o tipo de hospedagem: hostel, pousada, airbnb e hotéis (simples ou mais estruturados). É no centrinho que você encontra as lojas, os bancos e as hospedagens mais baratas.

Santo Amaro eu diria que seria a segunda maior, porém bem mais simples que Barreirinhas. Tem vários restaurantes, pousadas mais simples, e as ruas são pavimentadas.

Já Atins é uma vila de pescadores, pequena e simples. Sem asfalto, com chão de areia, mas com uma vibe deliciosa. Achei bem diferente de Barreirinhas, então se você incluir no seu roteiro, vai ter uma viagem mais rica. Você encontra comércio por lá, assim como restaurantes, pousadinhas e hostels. Aconselho a fazer sua hospedagem com mais antecedência, pois como não tem tantas, lota com facilidade.

Se for fazer base apenas em Barreirinhas e quiser fazer passeios para conhecer Santo Amaro e Atins, pegue de 4 a 5 dias: nos dois primeiros você faz os Circuitos da Lagoa Azul e Lagoa Bonita, no terceiro faz o passeio a Santo Amaro, no quarto o passeio para as dunas de Atins e no quinto o passeio náutico com circuito Caburé.

Se quiser fazer base em mais um lugar além de Barreirinhas, pensa em 2 a 3 dias para Barreirinhas, 2 dias para Santo Amaro e 2 dias para Atins, sendo que você pode aumentar os dias se estiver afim de uma viagem mais relax, sem correria.

Não esqueça de pensar na sua logística de volta a São Luís, se estiver em Atins, pois você precisa verificar o horário que o transfer sai da vila, a hora que chega em Barreirinhas e se vai dar para encaixar um transfer Barreirinhas x São Luís nesse mesmo dia, pois dura em torno de 4 horas e você precisa chegar pelo menos com 1 hora de antecedência do voo no aeroporto.

Eu preferi fazer Atins x Barreirinhas no penúltimo dia, e no dia do voo fiz o transfer Barreirinhas x São Luís.

Sobre o desgaste físico, de deslocamento e qual lugar escolher

Lençóis é uma viagem cansativa, mas vale cada segundo. Porém acho legal alertar vocês pois não vejo muita gente comentando.

Dependendo da base que estiver, vai fazer algumas jornadas longas de veículo 4 x 4 pelas dunas sacolejando e em todos os passeios você vai ter que subir e descer duna e andar em areia fofa. Se trocar de base, é ainda mais um desgaste.

E já aviso que não aconselho colocar dois circuitos no mesmo dia (tem gente que faz lagoa azul e lagoa bonita em um dia só, mas é extremamente desgastante e você acaba não aproveitando tanto, a não ser que tenha preparo físico).

Tô falando isso pra desanimar vocês? Jamais. Como disse antes, vale cada gota do suor, mas vá sabendo disso.

Uma dica: nessa viagem, eu estava acompanhada da minha mãe que tem 69 anos, mas tá bem conservada (risos). Ela sofreu um pouco, mas no meio de um circuito, teve a brilhante ideia de pegar um pedaço de madeira (algum tronco fino que tinha pelo caminho) e usou de bengala, o que a ajudou muito nas caminhadas pelas dunas.

Se você quer muito visitar os Lençóis com uma pessoa que acha que não vai aguentar esses desgastes, considere fazer base em Santo Amaro ou Atins pois os carros deixam a pessoa já nas dunas, sem necessidade de andar muito na areia.

Devo levar dinheiro ou cartão?

Lembre-se que você está indo para um destino mais afastado dos grandes centros, então sempre recomendo levar um dinheirinho razoável para não passar sufoco caso não aceitem cartão, der problema com o sinal da máquina ou não ter banco para saque.

Em Barreirinhas você encontra vários lugares/restaurantes que aceitam cartão e vi alguns bancos por lá (Bradesco, Banco do Brasil e Banco do Nordeste), mas é sempre um risco depender da tecnologia.

Em Santo Amaro, só tem Bradesco e em Atins nem banco eu vi. Em ambos tem lugares que aceitam cartão mas outros que só aceitam dinheiro.

É caro?

Na parte dos passeios irei especificar o preço de cada um, mas varia de 70 a 130 reais por pessoa. Alimentação em Barreirinhas e em Santo Amaro é bastante em conta, em Atins achei um pouco mais salgado e imagino que seja por conta da dificuldade do acesso, mas em compensação, as hospedagens são bem baratas.

Dá pra ir sozinha?

Ô se dá! E dá muito! Vi bastante gente viajando sozinha, inclusive bateu orgulho quando vi um rapaz no meio das dunas tirando várias fotos com seu tripezinho.

Nas três bases têm hostels e pousadas (sendo que Barreirinhas tem hotel mais luxuoso). Se eu fosse sozinha, ficaria em hostel, até para ser mais fácil de conhecer gente (se essa for sua vontade), mas se você não curte, pode pegar uma pousadinha e fazer amigos nos passeios!

Minha sugestão é incluir Atins no roteiro, porque tem uma galera muito sociável por lá! Tinham várias meninas viajando sozinhas na minha pousada, mas lá tem vários hostels também! Fora que eu achei uma vibe perfeita, que me fez refletir sobre várias coisas (e olha que eu nem tava viajando solo).

Então, se você tá querendo muito conhecer os Lençóis, mas não arrumou cia, ou tá a fim de se aventurar solo e quer começar pelo Brasil, eu recomendo de olhos fechados!

IMG 7891 - LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!
Circuito Lagoa Bonita

Que passeios escolher?

Os passeios nos Lençóis se baseiam principalmente em visitar o parque, sendo que dependendo da base que escolher, o passeio será para uma parte dele.

Não tem antecedência necessária para marcar seu passeio, podendo deixar para a véspera. Agora, se você vai chegar em uma das bases à noite e já que fazer um passeio na manhã seguinte, eu já reservaria esse passeio antes de chegar lá. Se for algum feriado eu também já pensaria em deixar reservado. Você pode reservar com alguma agência ou direto com seu hotel.

Passeio coletivo ou privado? Eu fiz os coletivos e achei bem tranquilo, até porque cada carro só pode entrar com no máximo 10 pessoas, então é um grupo pequeno. A vantagem do privado é que você pode escolher a hora do passeio e aí tem o benefício de ir fora dos horários em que os grupos vão, e pegar as dunas/lagoas mais vazias. Mas quer saber? O lugar é tão grande que você nunca sente que está lotado, então vai da sua disponibilidade financeira.

Os passeios coletivos de circuitos de lagoas geralmente saem em dois horários: pela manhã e à tarde. Para todos eles, leve água em boa quantidade, protetor solar, chapéu (mas cuidado para não voar), chinelo confortável, um lanchinho (porque lá não tem estrutura nenhuma) e seu celular/câmera porque é difícil parar de tirar foto.

Pode usar lente de contato? Li em alguns lugares que era melhor não, mas como tenho seis graus de miopia e não curto óculos, pra mim não teve outra opção. Foi tudo tranquilo, mas levei meus óculos escuros para proteger de entrar areia no meu olho.

IMG 6628 - LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!
Mapa do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses
  • Estando em Barreirinhas:

Como falei antes, os circuitos saindo de Barreirinhas estão mais distantes do parque, então você acaba fazendo uma viagem de carro antes de entrar nele.

Eu até brinquei no meu Instagram (não me segue? Clica aqui!) dizendo que era o Parque de Diversões dos Lençóis pois o veículo jardineira vai sacolejando e é muito divertido! Tem que se abaixar pra não bater em galho de árvore, balança horrores mas não vão faltar risadas!

E uma preocupação que eu tinha era se enjoava. Não enjoei nada! E olha que sou uma pessoa super sensível pra isso.

Circuito da Lagoa Azul: você sai do seu hotel no veículo jardineira, atravessa o Rio Preguiças de balsa e em uma hora mais ou menos chega no parque.

O carro deixa na primeira duna e de lá o grupo segue com o guia caminhando e fazendo paradas de 20 a 30 minutos em algumas lagoas. Valor: 90 reais por pessoa. Saídas manhã e tarde.

Circuito da Lagoa Bonita: a chegada no parque demora um pouco mais pois esse circuito fica um pouco mais distante de Barreirinhas, mas o interessante é que você passa por várias comunidades próximas ao parque.

O carro deixa o grupo em frente a uma duna bem grande, que todos tem que subir a pé. É bem desgastante, mas eles colocaram uma corda para ajudar na subida. Vá preparado porque a areia é fofa e a subida não é molezinha.

Porém, quando você chegar lá em cima vai entender todo aquele esforço. A vista é a mais bonita de todas! Como está bem no alto, consegue ter uma dimensão dos lençóis, das dunas e das lagoas.

IMG 6858 - LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!
Vista depois de subir a duna

Depois, o grupo segue com o guia, fazendo paradas nas lagoas e finaliza na duna inicial para assistir o pôr do sol. Aconselho fazer esse passeio na parte da tarde por isso. Custo: 90 reais por pessoa. Saídas manhã e tarde.

Circuito Atins e Canto do Atins: o passeio é feito pelas dunas até chegar em Atins, passando por comunidades no caminho (em torno de 2 horas de viagem). Rola visita à vila, à foz do Rio Preguiças e à praia de Atins, que é deliciosa.

Depois, o passeio segue para o Canto do Atins e o almoço é no restaurante da Luzia (com seus famosos camarões) e finaliza nas lagoas. Custo: 130 reais por pessoa. Saída às 7:30 e retorno às 17h.

Sobrevoo dos Lençóis: eu não fiz, porque é o passeio mais caro, mas um dia ainda irei fazer! Deve ser linda a vista lá de cima e ter a dimensão de toda aquela paisagem única. O voo sai do aeródromo de Barreirinhas e dura de 25 a 30 minutos. Custo: 350 por pessoa.

Passeio Náutico + Circuito Caburé: esse passeio é bem legal e é uma das formas de também fazer seu transfer para Atins, caso decidida fazer base por lá. Te buscam no hotel e você segue de lancha voadeira pelo Rio Preguiças, conhecendo um pouco da vegetação local e curiosidades como igarapé, que é um braço do rio.

IMG 7100 - LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!
Igarapé

Rolam 3 paradas ao longo do passeio: em Vassouras, onde visitamos os Pequenos Lençóis (lá tem estrutura, então rola banheiro, bebida e comida), depois Mandacaru, que é uma comunidade bem simples, onde se pode comprar artesanatos e bebidas, e finaliza em Caburé, que é onde se tem banho de rio e de mar!

IMG 7081 - LENÇÓIS MARANHENSES: NÃO DÁ PRA PERDER!
Na lancha voadeira no Circuito Caburé

Se você estiver apenas fazendo o passeio, vai ficar umas 2 horas e meia por lá curtindo (também tem restaurante para almoçar). Se for seguir para Atins depois, você curte Caburé por 1h30m e depois te levam para Atins (mais uns 10 minutos de lancha). Custo: 130 reais por pessoa. Saída 8:30, retorno às 16h.

Circuito Santo Amaro: esse é um passeio de dia inteiro saindo de Barreirinhas para conhecer as lagoas de Santo Amaro. Saída às 7:30 e retorno ás 17h. Só sai com no mínimo 6 pessoas, custando 200 reais por pessoa.

Em Barreirinhas fiz todos os passeios e transfers com a agência do Russo: 98 99115314 (ou clica aqui pra ir no Instagram dele)

  • Estando em Santo Amaro:

Circuito Lagoa das Emendadas: passeio que inclui bastante caminhada, mas não é dos mais desgastantes. O carro deixa as pessoas num ponto e depois segue-se com o guia na caminhada pelas dunas com banhos nas lagoas.

As lagoas Emendadas são interligadas, por isso o nome. Saídas na parte da tarde (5 horas de passeio). Custo: 110 reais por pessoa.

Circuito Lagoa das Américas: Esse passeio é feito de barco até certo ponto, seguindo a pé por lagoas em que os carros não conseguem chegar. Saídas pela manhã e à tarde. Valor por pessoa: 70 reais.

Circuito de Betânia: Passeio de dia inteiro e que passa em várias lagoas. O diferente desse passeio é que ele passa pelo “oásis de Betânia”, que são manchas de vegetação no meio das dunas. Também rola pôr do sol. Custo por pessoa: 100 reais. Sai às 9h e retorna às 18h.

Lagoa das Andorinhas: é o circuito das lagoas mais próximas de Santo Amaro. Tem paradas para banho nas lagoas das Andorinhas e da Gaivota. No passeio da tarde rola o pôr do sol. Custo: 80 reais por pessoa. Saídas de manhã e à tarde.

  • Estando em Atins:

Em Atins fiz todos os meus passeios e transfers com a empresa Nature Bespoke Atins (clica aqui para pegar o contato deles)

Lagoas de Atins: Em Atins, as lagoas costumam secar antes por conta do vento forte e o passeio às dunas foi completamento diferente dos que fiz em Barreirinhas. O carro vai bastante duna à dentro, deixando a gente na cara da lagoa, as águas estavam bem mais clarinhas e quase não tinha ninguém por lá!

Curtir a praia: a praia de Atins é muito gostosa! Tem alguns bares e restaurantes, mas não rola aluguel de cadeira nem barraca. Leve sua canga/toalha e reveze entre a areia e o mar, enquanto assiste a galera fazendo kitesurf (o que deixa a paisagem ainda mais bonita). Não deixe de assistir um pôr do sol por lá.

Fazer aula de kitesurf: vários dos bares da orla oferecem instrutor para você se aventurar. Muitos gringos estão indo pra lá aprender pois o preço para eles é mais em conta. O Maranhão tem ventos excelentes para a prática.

Revoada dos Guarás: você vai de lancha voadeira até uma parte da foz do Rio Preguiças, onde os guarás vão para pernoitar na hora do pôr do sol. Esse passeio é bem comum no Delta da Parnaíba, mas quem estiver em Atins consegue ver um pouco também.

Que vocês usem e abusem desse post para organizar a viagem de vocês! Qualquer dúvida, já sabe! Me escreve aqui = )

Beijos,

Flavia Goulart

Autor: Flavia Goulart

Flavia Goulart é carioca e ama viajar, principalmente sozinha. Desde nova sonhava em conhecer o mundo e transformou isso em um estilo de vida. Com 33 anos já conheceu 32 países e sua meta é continuar conhecendo lugares, culturas e pessoas.